Júri

Camilo Cavalcante

Roteirista, produtor e diretor, Camilo Cavalcante nasceu no Recife. Com Mestrado em Cinema pela Universidade da Beira Interior (Portugal), é graduado em Jornalismo pela UFPE, tendo participado da oficina de Roteiro Cinematográfico na Escuela Internacional de Cine y TV de San Antonio de Los Baños (Cuba). Camilo Cavalcante realizou 14 curtas-metragens em múltiplos suportes e formatos, entre eles Leviatã (1999); O Velho, o Mar e o Lago (2000); Rapsódia para um Homem Comum (2003); Ave Maria ou a Mãe dos Sertanejos (2009) e My Way (2010). Curtas pelos quais recebeu mais de 120 prêmios.

Entre seus trabalhos, ainda produziu e dirigiu duas temporadas da série de Tv OLHAR. Também roteirizou e dirigiu as séries Índios no Brasil (2017) e Anjos Humanos (2018), exibidas pela Rede de TVs Públicas, e Luz do Sertão – Cem anos de Luiz Gonzaga (2013) para a Rede Globo Nordeste. Em 2014, lançou A História da Eternidade, seu primeiro longa-metragem, que recebeu 28 prêmios em festivais no Brasil e no exterior. No momento, Camilo está lançando o documentário BECO (2019) e finalizando seu segundo longa de ficção, King Kong en Asunción.

Amanda Mansur

Amanda Mansur Custódio Nogueira é professora do Centro Acadêmico do Agreste da UFPE. Possui Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFPE e Pós-doutorado na University of Reading, no Reino Unido. Ministra disciplinas, oficinas e minicursos sobre teoria e prática do audiovisual, além de atuar na área como produtora, continuísta e curadora.

É coordenadora do Laboratório de Imagem e Som do Agreste (LAISA). É autora do livro O Novo Ciclo de Cinema em Pernambuco (2010). E organizadora, juntamente com o professor Paulo Cunha, do livro A Aventura do Baile Perfumado: 20 Anos Depois (2016), lançado pela Editora CEPE. Atua como Vice-coordenadora do Cinema da UFPE.

Bernardo Lessa

Nascido em Salvador (BA), Bernardo Lessa cursou Cinema e Audiovisual na UFPE, no Recife. No período, trabalhou na equipe de Programação e Curadoria do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, além de participar da organização de 18 festivais e mostras nacionais e internacionais. Produziu curtas-metragens, entre eles Aqueles que se foram (2019) e Frervo (2019), como também séries para o Canal Futura Faça Você Mesmo (2019) e Recortes do Brasil (2020).

Foi um dos 10 jovens talentos das áreas de distribuição e exibição da América do Sul selecionados para treinamento na Industry Academy do Festival de Locarno, realizado em São Paulo, em 2019. No mesmo ano, concluiu sua graduação, laureada, com uma pesquisa sobre mercado e políticas públicas do Cinema Brasileiro. Atualmente, Bernardo Lessa reside em São Paulo, trabalha na Vitrine Filmes como assistente financeiro e de novos projetos, e cursa pós-graduação em Gestão de Produção e Negócios Audiovisuais na FAAP.