O FestCurtas também teve atenção com a acessibilidade comunicacional desde a seleção dos filmes. Assim, os proponentes puderam inscrever a versão acessível dos curtas, fazendo com que seus filmes também chegassem a pessoas com deficiências visuais e auditivas.

Foram inscritos 32 filmes com algum recurso de acessibilidade comunicacional: Audiodescrição, janela de Libras ou Legenda para Surdos e Ensurdecidos, produzidos pela equipe de cada filme. Dos filmes selecionados pelo FestCurtas, sete deles serão apresentados na Mostra Acessível, três com Audiodescrição, quatro com Libras e seis com Legenda para Surdos e Ensurdecidos.

“Num momento em que os realizadores de cinema começam a inserir os recursos de acessibilidade nos seus filmes, mesmo que timidamente, se faz necessário que os festivais também sirvam de vitrine para exibição dessas obras acessíveis para o público com deficiência”, comemora Túlio Rodrigues, chefe da Divisão de Acessibilidade do Cinema e da Cinemateca Pernambucana da Fundaj.

“Por sua vez, as pessoas cegas e surdas também ganham a oportunidade de acompanhar a programação do festival e conhecer a recente produção de curtas brasileiros”, completa.

Já existia entre a equipe a vontade de promover um festival do Cinema da Fundação, desde o ano passado. O fechamento provisório do cinema, com a pandemia do Covid 19, acelerou a concretização da ideia. “Consideramos providencial realizar o festival exatamente agora, no meio desta pandemia, justamente quando toda a cultura passa por um momento de tantas dificuldades e incertezas. Queremos contribuir, enaltecer e animar, como nos é possível, o setor do audiovisual no país”, conclui Ana Farache.